Estilos de Ensino e Prática Pedagógica

Evelise Maria Labatut Portilho, Giovani De Paula Batista, Julia Cristina Bazani Banas, Shayana Rodrigues de Oliveira

Abstract


Este artigo decorre de três dissertações de mestrado de um grupo brasileiro de pesquisa sobre formação de professores. Seu objetivo é apresentar a elaboração, evidências de validade e a aplicação do Questionário Portilho/Banas de Estilos de Ensino com professores da educação básica. O encaminhamento metodológico aconteceu em três etapas. A primeira abrange a elaboração, coleta e análise de dados do instrumento inicial sobre procedimentos didáticos; elaboração do instrumento piloto e análise semântica; resultando em um instrumento final com 60 itens relacionados a quatro estilos de ensino: dinâmico, analítico, sistemático e prático. A segunda etapa relacionada as evidências de validade, sendo constituída pelo planejamento e aplicação do questionário, dimensionalidade do atributo e precisão do instrumento; estabelecimento de normas, resultando num instrumento com 40 itens. A terceira etapa apresenta o resultado da aplicação do questionário com 18 professores de duas instituições públicas de educação básica, participantes de um programa de formação continuada.

 

 


Keywords


questionários; ensino; professores.

References


Alonso, C., Gallego, D., & Honey, P. (2012). Los estilos de aprendizage: Procedimientos de diagnóstico y mejora (4th ed.). Bilbao: Ediciones Mensajero.

Banas, J. C. B. (2013). Estilos de ensino do professor: construção de um instrumento pedagógico. Dissertação de Mestrado, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Brasil.

Bardin, Laurence. (1994). Análise do conteúdo. Lisboa: Edições 70.

Batista, G. P. (2014). Levantamento das evidências de validade de um instrumento pedagógico Dissertação de Mestrado, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Brasil.

Borgobello, A., Peralta, N., & Roselli, N. (2010). EL estilo docente universitario en relación al tipo de clase y a la disciplina enseñada. Liberabit Lima Perú, 16(1), 7-16.

Cunha, M. I. (1996). Relação Ensino e Pesquisa. In Alencastro, I. V. Didática: o ensino e suas relações (1° Ed.), Campinas: Papirus.

França, A. B., & Schelini, P. W. (2014). Análise semântica e evidências de validade da escala metacognitiva para idosos. Avaliação Psicológica, 13(3), 333-341.

Freire, P. (2013) Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra.

Ganda, D. R., & Boruchovitch, E. (2015). Self-handicapping strategies for learning of preservice teachers. Estudos de Psicologia I Campinas I, 32(3), 417-425.

Guimarães, S. E. R. (2003). Avaliação do estilo motivacional do professor: adaptação e validação de um instrumento. Tese de doutorado, Universidade de Campinas, Brasil.

Geijo, P. M. Aprender y Ensenãr: los estilos de aprendizaje y de enseñanza desde la práctica de aula. Bilbao: Mensagero, 2007.

Mallar, S. C., & Capitão, C. G. (2004). Burnout e hardiness: Um estudo de evidência de validade. Psico-USF, 9(1), 19-29.

Mizukami, M. G. (1986). Ensino: abordagens do processo. São Paulo: Epu.

Mognon, J. F., & Santos, A. A. A. (2016). Escala de autoeficácia para dirigir: construção e avaliação preliminar das propriedades psicométricas. Estudos de Psicologia I Campinas I, 33(1), 127-136.

Oliveira, S. R. (2015). A relação entre os estilos de aprendizagem e de ensino e a didática dos professores da educação básica. Dissertação de Mestrado, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Brasil.

Petrucci, G. W., Borsa, J. C., Barbosa, A. J. G., & Koller, S. H. (2014). Adaptação cultural e evidências de validade da escala de relacionamento professor-aluno. Avaliação Psicológica, 13(1), 133-142.

Pasquali, L. (2010). Instrumentação psicológica: fundamentos e práticas. Porto Alegre: Artmed.

Pereira, D. A. P., & Amaral, V. L. A. R. (2007). Validade e precisão da escala de avaliação de depressão para crianças. Avaliação Psicológica, 6(2), 189-204.

Portilho, E. M. L. (2009). Como se aprende? Estratégias, estilo e metacognição. Rio de Janeiro: Walk.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.